Posts

Mudança para Montreal: melhor custo-benefício no Canadá

O que você espera do local onde sempre sonhou em morar? Muitos optam por países da Europa e esquecem do alto custo de vida, ou pelos Estados Unidos, ignorando a altíssima concorrência no mercado profissional. Por isso que está na hora de você atentar a outro local tão bom ou até melhor: o Canadá.

Montreal, por exemplo, é uma cidade bilíngue onde se fala inglês e francês. É a maior cidade de Quebec e a segunda mais populosa de todo o País, com 1.704.694 habitantes. Até 1970 foi a cidade economicamente mais importante do Canadá, mas prossegue como uma das líderes nas áreas de finanças, tecnologia aeroespacial, indústria farmacêutica e desenvolvimento de jogos.

Esta também é a cidade com maior concentração estudantil de toda América do Norte, tendo sido classificada pela revista Economist em 2017 como a melhor do mundo para universitários. Isso se deve por Montreal conter 4 universidades altamente reconhecidas na América do Norte.

Em Montreal fica o maior porto fluvial do mundo. Por estar em uma ilha, a região é beneficiada com 15 quilômetros do Rio São Lourenço, por onde passam mais de 26 milhões de toneladas de cargas todo ano. O Aeroporto Internacional Pierre Elliot Trudeau e o Aeroporto Internacional Montréal-Mirabel, ambos localizados em cidades vizinhas, atendem às necessidades de Montreal.

Em relação a Toronto, capital canadense, Montreal tem um custo de vida mais em conta. Estima-se que Montreal tenha o valor de aluguéis 37% mais baratos e produtos em geral e da cesta básica tenham preços entre 6% e 10% mais baixos. Carnes, frutas, legumes, ovo, pão e leite, por exemplo, são produtos que não são taxados.

Tendo em vista todas essas qualidades de Montreal, faça sua cotação para realizar mudança internacional com empresas como Kent Removals & Storage Santhiago Mudanças e Logística e IMT – International Moving & Transportation. Busque sempre empresas responsáveis e qualificadas que farão o melhor serviço para você.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

5 best places to live – The Global Liveability Ranking

We’re all looking for better living, right? But what’s more important for you? Which criteria do you use for define where do you want to spend the rest of your life? United Nations says efficiency on healthy, education, security and sanitation is the better way to know if a city or country you want to move in is the better place for you.

The Economist, an american magazine, ranked the best cities to live worldwide through 30 criteria in five categories: stability, healthy, culture and environment, education and infrastructure. The Global Liveability Ranking also prospected the worst places between the 140 cities in the research. Extreme violence, like terrorism, made Damascus, in Syria, and Tripoli, in Libya, the worst of them all. The TOP 5 cities achieved maximum points (100) on education, infrastructure and healthy system. They are:

Melbourne (1st) – Australia

Melbourne is home for several festivals like White Night, in February, Comedy Festival, in April, and Melbourne Festival, in October. This Australian city have amazing pieces of street art. Tourist love to take pictures at Hosier Lane, for example.

Vienna (2nd) – Austria

In 2007 and 2008, Vienne ranked 1st for culture innovation in the Innovation Cities Index. Its architecture has art nouveau influence, modern art is easily found at Georg Kargl Fine Arts and University of Music and Performing Arts Vienna launch young classical musicians worldwide.

Vancouver (3rd), Toronto (4th) and Calgary (5th) – Canada

It seems like Canada has already learned recipe for a better living. At Vancouver, bikes are part of population’s lifestyle. 50 Shades of Grey, I Robot, Fantastic Four and Man of Steel were all located in Vancouver. Toronto has the largest streetcar in North America, but bikes are also everywhere you look. And Calgary shouldn’t be much different: the average age is 35 years, and this is why Calgary has lots of parties, sports and entertainment of all kind.