Posts

Porto Alegre pode ser a cidade mais “verde” até 2030

No início de novembro Porto Alegre recebeu o evento ONU-Habitat Urban Thinkers Campus, na Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na ocasião, foram compartilhadas experiências como forma de incentivo para inovação verde nas cidades. A partir de ações no setor público e privado, além do envolvimento da sociedade civil, a capital do Rio Grande do Sul deve atingir até o ano de 2030 o título de cidade mais sustentável e inovadora da América Latina.

Uma das ações é o ZIS – Zonas de Inovação Sustentável, que já existe em Porto Alegre desde 2015, como forma de alcançar as metas da Nova Agenda Urbana, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e do Acordo do Clima de Paris. A partir deste projeto, a população é incentivada a adotar práticas sustentáveis, além de serem empoderadas para empreender de maneira sustentável.

Na Câmara Municipal de Porto Alegre, tramita o Projeto de Lei 293/2017, encabeçado pelo vereador André Carús (PMDB), para delimitar a Zona de maneira mais específica. Ela irá compreender os bairros Bom Fim, Farroupilha, Floresta, Independência, Rio Branco e Santana.

Caos ecológico

Enquanto Porto Alegre avança rumo à sustentabilidade, algumas áreas do Distrito Federal sofrem com o clima. Em Ceilândia, o verde é concentrado em áreas sufocadas, sem distribuição planejada. Em Itapoã, na área central de Brasília, a população relata a falta de árvores e o crescimento desenfreado da região. E tudo colabora para que as temperaturas em áreas sem árvores tenham até 3°C a mais que o normal, segundo especialistas.

Sobre a Nova Agenda Urbana

Estabelecida em Quito, no Equador, em outubro de 2016, a Nova Agenda Urbana surgiu na Terceira Conferência das ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável. A meta constitui em 30 ações distribuídas em Política Urbana Nacional, Legislação Urbana, Planejamento e Projeto Urbano, Economia Urbana e Finanças Municipais, e Extensões e Renovações Urbanas Planejadas. Para conhecer todos os pontos, clique aqui.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Nordeste brasileiro é preferência para o Réveillon 2018

Com a proximidade das festas de fim de ano, quem ainda não planejou sua viagem deve fazer isso com urgência. Kayak, ferramenta para planejamento de viagens que escolhe melhores voos, hotéis e pacotes, realizou o levantamento dos 10 destinos mais desejados entre os turistas brasileiros para a virada de ano.

A pesquisa realizada compreende buscas feitas desde o início de 2017 até o dia 25 de setembro a partir de buscas de voos no site Kayak Brasil, com viagens dentro do período de 25 de dezembro até 7 de janeiro de 2018. Entre os 10 melhores colocados, apenas 2 opções são cidades do exterior. Confira o Ranking:

  1. Rio de Janeiro
  2. Salvador
  3. Miami (EUA)
  4. Fortaleza
  5. Florianópolis
  6. Recife
  7. Maceió
  8. Buenos Aires (Argentina)
  9. São Paulo
  10. Natal

Na pesquisa realizada em 2016 apareciam as cidades americanas de Nova Iorque e Orlando, respectivamente em quinto e sexto lugares. Miami, que está na lista de 2017 na terceira posição, estava em primeiro lugar no ano anterior.

Atenção para o Nordeste

O motivo para a preferência pelas viagens nacionais pode ser explicado pelo fluxo mais intenso de voos domésticos e pelo barateamento das passagens aéreas com destinos nacionais. Em setembro de 2017 foram mais de 7 milhões de passageiros em fluxo nos aeroportos nacionais. A crise econômica que tem afetado o Brasil, segundo especialistas, também impacta o viajante, que restringe suas opções de viagens  principalmente pela desvalorização do Real frente ao Dólar.

A preferência de viagens para o Nordeste acontece pela abundância de praias e experiências exóticas como os Lençóis Maranhenses e a Vila de Jericoacoara. A Booking, ferramenta para reservas de acomodação, também apontou Fortaleza como uma das cidades com mais reservas para o período de Réveillon. Entre os motivos pela preferência dos turistas estão a qualidade dos restaurantes, a diversidade da gastronomia e a variedade em atividades ao ar livre.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Pessoas acima de 60 anos são os principais viajantes do Brasil

O Ministério do Turismo do Brasil realizou a Sondagem do Consumidor em setembro de 2017 com foco nas intenções de viagem. O estudo revelou que mais de 25% dos brasileiros acima de 60 anos pretendem viajar até março de 2018. Entre estas pessoas, 73,5% querem viajar por via aérea e 32,5% desejam ir para fora do País. Assim, idosos correspondem à maior parcela de interesse em viagem internacional em comparação às outras faixas etárias (17% para menores de 35 anos, 27,2% para pessoas entre 35 e 44 anos, e 27,2% para pessoas de 45 a 60 anos).

Em outra pesquisa realizada pela agência CVC, foi constatado que pessoas com mais de 60 anos estão viajando com mais frequência que há alguns anos. Atualmente, cerca de 20% das pessoas que adquirem pacotes de viagens são idosas, um número que chega a 1 milhão de consumidores a cada ano. Em 2010, esse número era 5% menor.

A importância de viajar

Estudos comprovam que convívio social pode ajudar o idoso a afastar transtornos como ansiedade e depressão a partir da solidão. Viagens e passeios são maneiras prazerosas de proteger o idoso contra estes transtornos mentais e deve ser uma prática estimulada pela família.

De acordo com especialistas, esta parte do público é exigente, deseja visitar lugares inusitados, e não apenas resorts para descanso. Por terem quase sempre as mesmas limitações e interesses, é comum que os idosos viagem em grupo. Agências especializadas em atender idosos montam seus roteiros de forma a englobar percursos em áreas históricas e locais que tenham um circuito gastronômico aprimorado e diversificado.

A agência Pastore Turismo, por exemplo, tem o cuidado de visitar as instalações do hotel, pousada ou resort para garantir que o idoso tenha plena liberdade e acessibilidade de locomoção pelo local. Os roteiros são leves, práticos, com poucas caminhadas e com atividades para socialização entre estas pessoas.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Mudança para São Paulo: o mundo em uma única cidade

Quem vê São Paulo hoje não imagina que esta cidade passou dois séculos envolta em pobreza e esquecimento na época em que o Brasil ainda era colônia de Portugal. Durante o século XX, São Paulo recebeu pessoas do Nordeste brasileiro, além de imigrantes italianos, portugueses, libaneses, árabes e japoneses. Seu crescimento foi tanto que, hoje, é o centro econômico de toda a América Latina.

Sozinha, São Paulo tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, sendo a décima maior economia do mundo com um PIB relativo a US$ 388 bilhões. Por isso mesmo que uma das principais formas de turismo na região é o turismo de negócios, com alta representatividade para eventos e conferências internacionais nas áreas de empreendimento, automobilismo, cultura e moda.

O caráter multicultural de São Paulo é evidenciado quando olhamos para as artes e as expressões religiosas da cidade. Ela é retratada em livros de autores como Lygia Fagundes Telles, Ignácio de Loyola Brandão e Marcos Rey, e em músicas de Caetano Veloso, Tom Zé, Adoniran Barbosa e Rita Lee. De acordo com o censo do IBGE de 2010, São Paulo integra maioria de adeptos da Igreja Católica Apostólica Romana, mas também possui adeptos expressivos entre espíritas, budistas, umbandistas, judeus, mórmons e islâmicos.

Na cidade, o transporte é bem equipado em mobilidade urbana, com opções que vão do mais simples, como ônibus e metrô, até o mais complexo, como o táxi aéreo, sendo a cidade com maior frota de helicópteros do mundo. A cidade possui três aeroportos, com maior fluxo de pessoas nos aeroportos de Congonhas o Internacional de Guarulhos.

Você tem interesse em morar nesta cidade que concentra um pouco do mundo? Informe-se com a empresa certa para realizar a sua mudança nacional ou internacional para São Paulo. Granero Moving, Transworld Brazil, Cosmopolitan e IMT – International Moving & Transportation são alguns exemplos. A IMT possui escritório em São Paulo e também está presente nos Estados Unidos.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

China é o país que mais investe em negócios no Brasil

O investimento da China em projetos e empresas brasileiras deve se intensificar nos próximos anos. Quatro usinas hidrelétricas foram arrematadas por chineses em leilão ocorrido em 27 de setembro, incluindo a usina de São Simão comprada pelo grupo Spic por R$ 7 bilhões. A empresa Spic já tem investimentos aplicados na região Nordeste na área de energia eólica desde 2007.

Outros grupos empresariais chineses, como State Grid e State Power, demonstram que o interesse oriental é em investir primariamente em energia e infraestrutura. State Grid é a maior empresa do mundo na área elétrica e passou a ser acionista controladora a partir da aquisição de 54,64% da brasileira CPFL Energia no início de 2017.

Biodiesel

Biotecnologia também é um setor de grande interesse da China. No início de setembro, a usina de biodiesel Biopar, localizada no Mato Grosso, teve 80% das ações vendidas para a empresa chinesa Biostar Company a partir do investimento de R$ 880 mil. A contribuição pode auxiliar o Brasil a cumprir o acordo fechado na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças no Clima (Cop 21), onde o país se comprometeu em intensificar a produção de energia sustentável para 18% até o ano de 2030.

Parceria comercial

China é um dos maiores parceiros comerciais que o Brasil tem. Segundo pesquisa da Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, entre os anos de 2003 e 2017, a China decidiu investir US$ 103,6 bilhões num total de 235 projetos brasileiros. No ano de 2016, o comércio entre os dois países atingiu o patamar dos US$ 58 bilhões.

Em 2017, o investimento chinês nas empresas brasileiras somou mais de US$ 8,5 bilhões até o momento, de acordo com pesquisa da consultoria Dealogic. Os números apontam a China como o país que mais comprou ou esteve envolvido em compras de empresas brasileiras. Nos outros anos, o investimento não chegou a ultrapassar a marca dos 4%.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Viracopos de Campinas é o melhor aeroporto do Brasil

Em pesquisa de satisfação realizada no trimestre de abril a junho de 2017 pela Secretaria Nacional de Aviação Civil, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, São Paulo, foi avaliado como o melhor terminal aéreo do Brasil. 15 dos principais aeroportos do País receberam o estudo que ouviu mais de 13 mil usuários nos momentos de embarque e desembarque.

Pela 5ª vez nas pesquisas desde 2013, Viracopos teve a melhor avaliação. De 1 a 5, a média de usuários indicou a nota geral de 4,9 para este aeroporto, índice que representou um crescimento de 13,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Viracopos vem seguido por Curitiba (nota 4,74) e por Brasília (nota 4,58).

Melhores serviços

Os 15 aeroportos pesquisados representam 80% na movimentação de passageiros nos terminais aéreos brasileiros. De acordo com os dados, 92% dos passageiros avaliaram como “bons” ou “muito bons” o conjunto de serviços dos aeroportos em questão. O índice superou as taxas do trimestre anterior, que atingiu a marca de 91% de impressões positivas.

Desde o início da coleta de dados, a aprovação foi a maior de todas já registradas. 49% dos respondentes apontaram “muito bom” como grau de satisfação geral, 43% indicaram os serviços como “bom”, 7% deram nota “regular” e apenas 1%, pouco mais de 130 pessoas, deram “ruim” como impressão dos serviços.

Indicadores são necessários

O intuito da pesquisa tornou-se relevante a partir de 2013, quando o Brasil passou a receber eventos de movimentação internacional de público, como a Copa das Confederações da Fifa, Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo da FIFA e Olimpíadas. Dessa forma, houve necessidade em obter dados precisos acerca da opinião dos passageiros beneficiados pelos serviços aeroportuários. Com estes números, as gestões individuais dos terminais aéreos podem averiguar melhorias a serem tomadas pela valorização dos usuários.

Para outros dados da pesquisa, acesse http://www.aviacao.gov.br/assuntos/pesquisa-satisfacao/relatorio-trimestral-2o-tri-2017-geral.pdf .

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

MUDANÇA EM CURITIBA

Ao longo dos anos, a capital do Paraná vem se tornando a cidade mais rica do Sul do Brasil. O clima é temperado marítimo, com temperatura média de 11ºC no mês mais frio, caindo, às vezes, para abaixo de 2ºC. Para quem busca fazer bons negócios, a sugestão é a cidade de Curitiba, uma vez que tem um número elevado de eventos internacionais em diversos nichos de mercado.

Curitiba é jovem quando comparada a outras capitais de estados no litoral brasileiro. Seu desenvolvimento se deu a partir do avanço do movimento bandeirante para o Oeste do território. Hoje, com 324 anos, a cidade é pioneira em quesitos como responsabilidade ecológica, sistema de saúde e transporte público, com modelos que são copiados e aplicados em cidades de todo o Brasil.

As ações voltadas para sustentabilidade fizeram a capital paranaense ser reconhecida pela Unesco como uma das cidades brasileiras mais criativas em 2014, e pela revista Forbes em 2015 como a terceira cidade mais esperta por alinhar projetos ecológicos, qualidade de vida, infraestrutura e economia.

Este equilíbrio faz de Curitiba ter o 4º maior PIB do País. O maior responsável por esse índice é a forte presença do setor terciário no mercado curitibano, com foco no comércio e em exportações de eletrodomésticos, madeira, produtos têxteis, entre outros. As indústrias também se destacam, tendo ênfase nos nichos alimentício, mobiliário, farmacêutico e bebidas.

A cidade conta com um sistema de transporte público integrado que funciona desde 1974 com veículo leve sobre pneus (VLP), também chamado de Bus Rapid Transit (BRT). São 81 quilômetros em corredores exclusivos para ônibus, em rotas que transportam 2 milhões de pessoas diariamente. O modelo instalado em Curitiba inspirou os modelos de transporte público no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Bogotá, na Colômbia.

 

Alguns dados relevantes para sua mudança

DDD: 041
População: 1.893.997 habitantes (IBGE/2016)
Fuso horário: UTC-3
Principal aeroporto: Aeroporto Internacional Afonso Pena (Av. Rocha Pombo – Águas Belas, São José dos Pinhais – PR)
Receita Federal: R. João Negrão, 11 – Centro, CEP: 80010-200. Telefone: (41) 3225-1556
Polícia Federal: R. Profa. Sandália Monzon, 210 – Santa Cândida, CEP: 82640-040. Telefone: (41) 3251-7500

 

Prepare sua mudança internacional ou nacional para a cidade mais bem estruturada e de melhor qualidade do país.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

MUDANÇA EM JOÃO PESSOA

João Pessoa é a cidade onde o sol nasce primeiro nas Américas. Conhecida como “Porta do Sol”, a capital paraibana é famosa pelas suas praias e vários monumentos de arquitetura e arte barroca. Você que vai se mudar para João Pessoa, saiba que é uma das melhores cidades para se desfrutar aposentadoria e para quem busca uma vida sossegada, de acordo com pesquisa da organização International Living.

A qualidade de vida na cidade, portanto, é reconhecida. Tanto que a revista Exame, em ranking em abril de 2017 realizado pela consultoria Macroplan, classificou João Pessoa como a melhor capital do Nordeste para viver. Com pontos que vão de 0 a 1, a cidade pontuou 0,574, ficando na 12ª colocação geral do País. A pesquisa levou em consideração saúde, educação, cultura, segurança, saneamento e sustentabilidade entre os anos de 2004 e 2015.

João Pessoa também já foi classificada pela Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento como a segunda cidade mais verde do mundo! O motivo para isso fica por conta do Jardim Botânico Benjamim Maranhão criado no ano 2000, sendo o maior de todo o Brasil com 515 hectares de floresta semi-equatorial, um ambiente extremamente rico em fauna e flora. Com tanto verde, João Pessoa é intensa de chuvas entre março e julho, e a temperatura atinge máximas de 29°C e mínimas de 22°C.

A economia pessoense é concentrada na construção civil, no turismo, educação e serviços, além da presença de complexos industriais voltados para diversos nichos de produção: alimentícia, automobilística, metalúrgica, informática, entre outros. AmBev e Coca Cola são só algumas das grandes marcas internacionais presentes na região industrial.

 

Alguns dados relevantes para sua mudança

DDD: 083
População: 811.598 habitantes (IBGE/2017)
Fuso horário: UTC-3
Principal aeroporto: Aeroporto Internacional de João Pessoa – Presidente Castro Pinto (Aeroporto, s/n, Bayeux, CEP: 58.308-901)
Receita Federal: Av. Pres. Epitácio Pessoa, 1705 – Estados, CEP: 58030-900. Telefone: (83) 3216-4526
Polícia Federal: R Duque de Caxias, 17 – Centro, CEP: 58010-820. Telefone: (83) 3241-5880

 

Se vocês está preparando sua mudança internacional ou nacional para João Pessoa, saiba que a cidade está rodeada de praias lindas e uma orla preservada pela legislação que controla a altura dos prédios.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

MUDANÇA EM BELÉM

Uma cidade repleta de monumentos, parques e museus. Belém é uma das dez cidades mais movimentadas e atraentes do Brasil. Mesmo assim, não perdeu o ar tradicional das fachadas dos casarões, igrejas e capelas do período colonial. Belém é a capital das cores, dos sabores, dos aromas… a capital dos sentidos! Além de ser abraçada pela floresta, perfeita para sua mudança internacional ou nacional, seu clima é quente e úmido, tipicamente tropical, com fortes chuvas de janeiro a maio e temperaturas médias máximas de 32°C e mínimas de 22°C durante o ano.

Com mais de 400 anos, a capital do Pará prosperou pela localização estratégica numa região de alta exploração natural e com facilidade para escoar a produção em um dos portos brasileiros de maior proximidade com a Europa. A produção de borracha simbolizou o ápice do desenvolvimento de Belém, que hoje concentra sua economia na indústria alimentícia, naval, pesqueira e madeireira, além da forte atuação de profissionais em comércio, prestação de serviços e turismo.

Belém se insere também na indústria nacional da moda a partir de eventos que movimentam a região. Dois deles merecem destaque: o Belém Fashion Days, um dos 5 maiores eventos de moda do Brasil, e o Amazônia Fashion Week. Neste último, também são exaltados os pontos turísticos da cidade, pois a programação ocorre em locais de importante carga histórica e cultural.

A presença hidrográfica em Belém facilita a vida de quem precisa se deslocar. O rio Maguari e a Baía do Guajará, formada pelos rios Guamá e Acará, são fortemente utilizados por embarcações para transporte de pessoas e mercadorias de pequeno e grande porte. A Estação das Docas já foi anexada ao Porto de Belém, mas hoje funciona como equipamento turístico da cidade agrupando elementos de artes, gastronomia, cinema e teatro.

 

Alguns dados relevantes para sua mudança

DDD: 091
População: 1 452 275 habitantes (IBGE/2017)
Fuso horário: UTC-3
Principal aeroporto: Aeroporto Internacional de Belém (Av. Júlio César, s/n, Val-de-Cans)
Receita Federal: Av. Gov. José Malcher – Fátima, CEP: 66063-075. Telefone: (91) 3212-2232
Polícia Federal: R. dos Caripunas, 3554 – Guamá, CEP: 66063-040. Telefone: (91) 3194-1900

 

Não deixe pra ontem a oportunidade de habitar numa das maiores capitais do Norte do Brasil!

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

MUDANÇA EM BELO HORIZONTE

Belo Horizonte é uma das cidades mais populosas do Brasil e exerce uma grande influência no território nacional e internacional, pela sua forte cultura e economia solidificada. Belo Horizonte também tem uma vida noturna diferenciada e super agitada. Conhecida como a capital nacional dos botecos, BH possui a maior quantidade de bares per capita do Brasil.

A capital de Minas Gerais possui construções e monumentos assinados pelo fenômeno da arquitetura, Oscar Niemeyer, no Conjunto Arquitetônico da Pampulha. O complexo inclui a Igreja São Francisco de Assis, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile, Iate Tênis Clube e Casa Kubitscheck, reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade em 2016.

O Festival de Arte Negra ocorre a cada dois anos em novembro com foco na arte africana. Teatro é outra forte presença na cidade com o Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua, também bienal. A gastronomia não fica de fora com o Comida di Buteco, um dos maiores festivais gastronômicos do Brasil que surgiu na capital mineira e passou a ser realizado em várias cidades do País.

A economia tem foco no comércio, prestação de serviços financeiros, administração e imobiliário. Aos profissionais de gestão, administração, economia, estatística e afins, a capital mineira é um dos locais mais promissores, principalmente pela presença do Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (IPEAD) e a Fundação João Pinheiro.

Belo Horizonte divide seu clima entre o tropical seco e o subtropical úmido. Isto significa que as chuvas se concentram de outubro a março, com mais força de novembro a janeiro, e pouca umidade nos outros meses, com precipitação menor que 60mm. A média de temperaturas mínimas fica em 16°C e máximas em 27°C.

 

Alguns dados relevantes para sua mudança

DDD: 031
População: 2 513 451 habitantes (IBGE/2016)
Fuso horário: UTC-3
Principal aeroporto: Aeroporto Internacional de Confins (Rodovia LMG-800, km 7,9, s/n, Confins – MG)
Receita Federal: Av. Afonso Pena, 1316 – Centro, CEP: 30130-003. Telefone: (31) 3218-6000
Polícia Federal: Av. Prudente de Morais, 593 – Cidade Jardim, CEP: 30350-143. Telefone: (31) 3330-5200

 

Fazer sua mudança internacional ou nacional para a capital de Minas Gerais é certeza de avanço na vida financeira. Aposte!

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo