Mudança para Lyon: profissionalização em terras francesas

A meio caminho entre Paris e Provence, a França reserva surpresas na região dos Alpes: a cidade de Lyon. Com registros que se perdem em tantos séculos de história, Lyon encanta o visitante e o habitante. Se trata da terceira maior cidade do país e a segunda em número de habitantes, sendo reconhecida como dona de uma das gastronomias mais refinadas da França com restaurantes estrelados no Guia Michelin.

A tranquilidade característica de Lyon atrai estudantes e profissionais em busca de capacitações em mestrado e doutorado, principalmente pelo vasto número de instituições de ensino superior. Isso também torna a cidade um atrativo para eventos internacionais e congressos de negócios, favorecendo a região um importante centro para economia turística.

Lyon é dona de representações de cultura e arquitetura reconhecidas pela Unesco como patrimônio da humanidade. Na parte mais ancestral da cidade, em Vieux Lyon, é possível encontrar monumentos medievais próximos a construções da época da Segunda Guerra cheios de mistério através de ruas e quarteirões desenhados de maneira desigual.

As vistas em Lyon são agradáveis a qualquer olhar. Delimitada pelos rios Ródano e Saône, a cidade é desenhada pelas colinas Fourvière e Croix-Rousse. O clima da região é subtropical úmido, caracterizado pelas temperaturas amenas e uma precipitação moderada de chuvas. A média anual de temperaturas mais elevadas ficam em torno de 17°C e mínimas de 9°C, com mais calor de abril a outubro e mais frio de novembro a março.

Em homenagem ao escritor do livro clássico O Pequeno Príncipe, o principal aeroporto que atende Lyon se chama Saint-Exupéry International Airport, a 20 quilômetros da cidade. A malha ferroviária da região liga Lyon a Paris, Lille, Marselha, Montpellier, além de países como Espanha, Bruxelas, Suíça e Países Baixos.

O que acha de morar em Lyon? Avalie as possibilidades para realizar sua mudança internacional contatando empresas com credibilidade no mercado como GInter, Global Packing e IMT – International Moving & Transportation.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Porto Alegre pode ser a cidade mais “verde” até 2030

No início de novembro Porto Alegre recebeu o evento ONU-Habitat Urban Thinkers Campus, na Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na ocasião, foram compartilhadas experiências como forma de incentivo para inovação verde nas cidades. A partir de ações no setor público e privado, além do envolvimento da sociedade civil, a capital do Rio Grande do Sul deve atingir até o ano de 2030 o título de cidade mais sustentável e inovadora da América Latina.

Uma das ações é o ZIS – Zonas de Inovação Sustentável, que já existe em Porto Alegre desde 2015, como forma de alcançar as metas da Nova Agenda Urbana, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e do Acordo do Clima de Paris. A partir deste projeto, a população é incentivada a adotar práticas sustentáveis, além de serem empoderadas para empreender de maneira sustentável.

Na Câmara Municipal de Porto Alegre, tramita o Projeto de Lei 293/2017, encabeçado pelo vereador André Carús (PMDB), para delimitar a Zona de maneira mais específica. Ela irá compreender os bairros Bom Fim, Farroupilha, Floresta, Independência, Rio Branco e Santana.

Caos ecológico

Enquanto Porto Alegre avança rumo à sustentabilidade, algumas áreas do Distrito Federal sofrem com o clima. Em Ceilândia, o verde é concentrado em áreas sufocadas, sem distribuição planejada. Em Itapoã, na área central de Brasília, a população relata a falta de árvores e o crescimento desenfreado da região. E tudo colabora para que as temperaturas em áreas sem árvores tenham até 3°C a mais que o normal, segundo especialistas.

Sobre a Nova Agenda Urbana

Estabelecida em Quito, no Equador, em outubro de 2016, a Nova Agenda Urbana surgiu na Terceira Conferência das ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável. A meta constitui em 30 ações distribuídas em Política Urbana Nacional, Legislação Urbana, Planejamento e Projeto Urbano, Economia Urbana e Finanças Municipais, e Extensões e Renovações Urbanas Planejadas. Para conhecer todos os pontos, clique aqui.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Nordeste brasileiro é preferência para o Réveillon 2018

Com a proximidade das festas de fim de ano, quem ainda não planejou sua viagem deve fazer isso com urgência. Kayak, ferramenta para planejamento de viagens que escolhe melhores voos, hotéis e pacotes, realizou o levantamento dos 10 destinos mais desejados entre os turistas brasileiros para a virada de ano.

A pesquisa realizada compreende buscas feitas desde o início de 2017 até o dia 25 de setembro a partir de buscas de voos no site Kayak Brasil, com viagens dentro do período de 25 de dezembro até 7 de janeiro de 2018. Entre os 10 melhores colocados, apenas 2 opções são cidades do exterior. Confira o Ranking:

  1. Rio de Janeiro
  2. Salvador
  3. Miami (EUA)
  4. Fortaleza
  5. Florianópolis
  6. Recife
  7. Maceió
  8. Buenos Aires (Argentina)
  9. São Paulo
  10. Natal

Na pesquisa realizada em 2016 apareciam as cidades americanas de Nova Iorque e Orlando, respectivamente em quinto e sexto lugares. Miami, que está na lista de 2017 na terceira posição, estava em primeiro lugar no ano anterior.

Atenção para o Nordeste

O motivo para a preferência pelas viagens nacionais pode ser explicado pelo fluxo mais intenso de voos domésticos e pelo barateamento das passagens aéreas com destinos nacionais. Em setembro de 2017 foram mais de 7 milhões de passageiros em fluxo nos aeroportos nacionais. A crise econômica que tem afetado o Brasil, segundo especialistas, também impacta o viajante, que restringe suas opções de viagens  principalmente pela desvalorização do Real frente ao Dólar.

A preferência de viagens para o Nordeste acontece pela abundância de praias e experiências exóticas como os Lençóis Maranhenses e a Vila de Jericoacoara. A Booking, ferramenta para reservas de acomodação, também apontou Fortaleza como uma das cidades com mais reservas para o período de Réveillon. Entre os motivos pela preferência dos turistas estão a qualidade dos restaurantes, a diversidade da gastronomia e a variedade em atividades ao ar livre.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Mudança para Montreal: melhor custo-benefício no Canadá

O que você espera do local onde sempre sonhou em morar? Muitos optam por países da Europa e esquecem do alto custo de vida, ou pelos Estados Unidos, ignorando a altíssima concorrência no mercado profissional. Por isso que está na hora de você atentar a outro local tão bom ou até melhor: o Canadá.

Montreal, por exemplo, é uma cidade bilíngue onde se fala inglês e francês. É a maior cidade de Quebec e a segunda mais populosa de todo o País, com 1.704.694 habitantes. Até 1970 foi a cidade economicamente mais importante do Canadá, mas prossegue como uma das líderes nas áreas de finanças, tecnologia aeroespacial, indústria farmacêutica e desenvolvimento de jogos.

Esta também é a cidade com maior concentração estudantil de toda América do Norte, tendo sido classificada pela revista Economist em 2017 como a melhor do mundo para universitários. Isso se deve por Montreal conter 4 universidades altamente reconhecidas na América do Norte.

Em Montreal fica o maior porto fluvial do mundo. Por estar em uma ilha, a região é beneficiada com 15 quilômetros do Rio São Lourenço, por onde passam mais de 26 milhões de toneladas de cargas todo ano. O Aeroporto Internacional Pierre Elliot Trudeau e o Aeroporto Internacional Montréal-Mirabel, ambos localizados em cidades vizinhas, atendem às necessidades de Montreal.

Em relação a Toronto, capital canadense, Montreal tem um custo de vida mais em conta. Estima-se que Montreal tenha o valor de aluguéis 37% mais baratos e produtos em geral e da cesta básica tenham preços entre 6% e 10% mais baixos. Carnes, frutas, legumes, ovo, pão e leite, por exemplo, são produtos que não são taxados.

Tendo em vista todas essas qualidades de Montreal, faça sua cotação para realizar mudança internacional com empresas como Kent Removals & Storage Santhiago Mudanças e Logística e IMT – International Moving & Transportation. Busque sempre empresas responsáveis e qualificadas que farão o melhor serviço para você.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Pessoas acima de 60 anos são os principais viajantes do Brasil

O Ministério do Turismo do Brasil realizou a Sondagem do Consumidor em setembro de 2017 com foco nas intenções de viagem. O estudo revelou que mais de 25% dos brasileiros acima de 60 anos pretendem viajar até março de 2018. Entre estas pessoas, 73,5% querem viajar por via aérea e 32,5% desejam ir para fora do País. Assim, idosos correspondem à maior parcela de interesse em viagem internacional em comparação às outras faixas etárias (17% para menores de 35 anos, 27,2% para pessoas entre 35 e 44 anos, e 27,2% para pessoas de 45 a 60 anos).

Em outra pesquisa realizada pela agência CVC, foi constatado que pessoas com mais de 60 anos estão viajando com mais frequência que há alguns anos. Atualmente, cerca de 20% das pessoas que adquirem pacotes de viagens são idosas, um número que chega a 1 milhão de consumidores a cada ano. Em 2010, esse número era 5% menor.

A importância de viajar

Estudos comprovam que convívio social pode ajudar o idoso a afastar transtornos como ansiedade e depressão a partir da solidão. Viagens e passeios são maneiras prazerosas de proteger o idoso contra estes transtornos mentais e deve ser uma prática estimulada pela família.

De acordo com especialistas, esta parte do público é exigente, deseja visitar lugares inusitados, e não apenas resorts para descanso. Por terem quase sempre as mesmas limitações e interesses, é comum que os idosos viagem em grupo. Agências especializadas em atender idosos montam seus roteiros de forma a englobar percursos em áreas históricas e locais que tenham um circuito gastronômico aprimorado e diversificado.

A agência Pastore Turismo, por exemplo, tem o cuidado de visitar as instalações do hotel, pousada ou resort para garantir que o idoso tenha plena liberdade e acessibilidade de locomoção pelo local. Os roteiros são leves, práticos, com poucas caminhadas e com atividades para socialização entre estas pessoas.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Mudança para São Paulo: o mundo em uma única cidade

Quem vê São Paulo hoje não imagina que esta cidade passou dois séculos envolta em pobreza e esquecimento na época em que o Brasil ainda era colônia de Portugal. Durante o século XX, São Paulo recebeu pessoas do Nordeste brasileiro, além de imigrantes italianos, portugueses, libaneses, árabes e japoneses. Seu crescimento foi tanto que, hoje, é o centro econômico de toda a América Latina.

Sozinha, São Paulo tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, sendo a décima maior economia do mundo com um PIB relativo a US$ 388 bilhões. Por isso mesmo que uma das principais formas de turismo na região é o turismo de negócios, com alta representatividade para eventos e conferências internacionais nas áreas de empreendimento, automobilismo, cultura e moda.

O caráter multicultural de São Paulo é evidenciado quando olhamos para as artes e as expressões religiosas da cidade. Ela é retratada em livros de autores como Lygia Fagundes Telles, Ignácio de Loyola Brandão e Marcos Rey, e em músicas de Caetano Veloso, Tom Zé, Adoniran Barbosa e Rita Lee. De acordo com o censo do IBGE de 2010, São Paulo integra maioria de adeptos da Igreja Católica Apostólica Romana, mas também possui adeptos expressivos entre espíritas, budistas, umbandistas, judeus, mórmons e islâmicos.

Na cidade, o transporte é bem equipado em mobilidade urbana, com opções que vão do mais simples, como ônibus e metrô, até o mais complexo, como o táxi aéreo, sendo a cidade com maior frota de helicópteros do mundo. A cidade possui três aeroportos, com maior fluxo de pessoas nos aeroportos de Congonhas o Internacional de Guarulhos.

Você tem interesse em morar nesta cidade que concentra um pouco do mundo? Informe-se com a empresa certa para realizar a sua mudança nacional ou internacional para São Paulo. Granero Moving, Transworld Brazil, Cosmopolitan e IMT – International Moving & Transportation são alguns exemplos. A IMT possui escritório em São Paulo e também está presente nos Estados Unidos.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Mudança para Key Biscayne: natureza, praia e tranquilidade perto de Miami

A menos de 30 minutos de Miami, numa distância de 12 quilômetros, fica Key Biscayne, uma pequena ilha incorporada ao estado americano da Flórida. Com uma população estimada em 13 mil habitantes distribuídos em 3.230 km², Key Biscayne é o lar de quem aprecia o verde da natureza e o contato direto com areia e mar.

Rickenbacker Causeway conecta Miami à ilha, uma ponte suspensa que torna o deslocamento prazeroso pela vista paradisíaca. Bill Baggs é o parque natural da região que conta com uma das praias mais famosas da cidade. A localização é recomendada para realização de mergulhos por conta da água cristalina. O farol Cape Florida Lighthouse, construído em 1825, é uma das construções mais antigas ao sul de Miami.

Crandon Park é outra área natural de Key Biscayne. Repleta de mangues, é comum encontrar tartarugas marinhas, caranguejos e estrelas-do-mar. Crandon Park conta ainda com quadras de tênis, onde acontece o Miami Open Tennis Tournament, um dos maiores torneios de golfe do mundo. Na praia de Crandon Park ocorre também uma grande variedade de esportes aquáticos.

Key Biscayne se atribui de um clima tropical. O verão na cidade é quente e com forte precipitação chuvosa, e o inverno é seco e suaviza as temperaturas. De junho a setembro, as chuvas são mais intensas. As temperaturas máximas chegam a uma média de 28°C e as mínimas vão até 21°C.

Nos últimos 10 anos, a especulação imobiliária tem progredido em Key Biscayne com a devida atenção para áreas naturais. Se o seu interesse é viver com tranquilidade, numa cidade pequena que valoriza simplicidade e contato com o verde, comece a pesquisar quem pode ajudar você na sua mudança.

Solicite informações de empresas como GInter, Antares – Mudanças & Transportes, Metropolitan Transports e IMT – International Moving & Transportation. Esta última, a IMT, possui escritórios no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza) e nos Estados Unidos (Miami e Nova Iorque).

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

China é o país que mais investe em negócios no Brasil

O investimento da China em projetos e empresas brasileiras deve se intensificar nos próximos anos. Quatro usinas hidrelétricas foram arrematadas por chineses em leilão ocorrido em 27 de setembro, incluindo a usina de São Simão comprada pelo grupo Spic por R$ 7 bilhões. A empresa Spic já tem investimentos aplicados na região Nordeste na área de energia eólica desde 2007.

Outros grupos empresariais chineses, como State Grid e State Power, demonstram que o interesse oriental é em investir primariamente em energia e infraestrutura. State Grid é a maior empresa do mundo na área elétrica e passou a ser acionista controladora a partir da aquisição de 54,64% da brasileira CPFL Energia no início de 2017.

Biodiesel

Biotecnologia também é um setor de grande interesse da China. No início de setembro, a usina de biodiesel Biopar, localizada no Mato Grosso, teve 80% das ações vendidas para a empresa chinesa Biostar Company a partir do investimento de R$ 880 mil. A contribuição pode auxiliar o Brasil a cumprir o acordo fechado na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças no Clima (Cop 21), onde o país se comprometeu em intensificar a produção de energia sustentável para 18% até o ano de 2030.

Parceria comercial

China é um dos maiores parceiros comerciais que o Brasil tem. Segundo pesquisa da Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, entre os anos de 2003 e 2017, a China decidiu investir US$ 103,6 bilhões num total de 235 projetos brasileiros. No ano de 2016, o comércio entre os dois países atingiu o patamar dos US$ 58 bilhões.

Em 2017, o investimento chinês nas empresas brasileiras somou mais de US$ 8,5 bilhões até o momento, de acordo com pesquisa da consultoria Dealogic. Os números apontam a China como o país que mais comprou ou esteve envolvido em compras de empresas brasileiras. Nos outros anos, o investimento não chegou a ultrapassar a marca dos 4%.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Mudança para Miami: um lugar multicultural

A beleza das praias de Miami, o clima tropical e a riqueza de experiências chamam atenção de viajantes e pessoas que desejam iniciar a vida em outro país. Na cidade convivem não só cidadãos americanos, mas também pessoas de origem latina e até brasileira. São cerca de 250 mil brasileiros vivendo na Flórida, a maioria em Miami.

Os maiores atrativos turísticos, além dos 24 quilômetros de praia, são a forte presença artística mundial na região, assim como a alta diversidade no circuito gastronômico. Não é por acaso que o Art Basel, o maior evento de arte contemporânea do mundo, tem sua edição americana em Miami.

Miami é conhecida por vender produtos sob valores mais acessíveis que no Brasil e, dessa forma, o varejo local se beneficia bastante das vendas para turistas. A proximidade com a América Latina torna Miami uma cidade-alvo para a instalação de empresas e escritórios multinacionais. Atualmente, somam-se mais de 1400 empresas de mercado internacional instaladas na cidade.

O Porto de Miami é um dos mais movimentados do mundo. É neste porto que, anualmente, os cruzeiros marítimos desembarcam cerca de 3 milhões de passageiros para estadia em Miami. O equipamento também é utilizado para comércio, com exportações ocorrendo a todo momento para a China e importações chegando de Honduras e do Brasil.

O clima tropical de Miami, também bastante semelhante a boa parte do Brasil, se caracteriza por ser um clima tropical de monção. De maio a outubro a cidade é mais quente e tem precipitações de chuvas mais intensas de até 250mm, com temperaturas que variam entre 16°C e 32°C. De novembro a abril as temperaturas caem e a precipitação de chuvas também.

Se Miami é a cidade onde você quer morar e levar uma vida diferenciada, solicite informações sobre mudança internacional com a IMT – International Moving & Transportation e solicite serviços que se encaixam na sua necessidade.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

Setor imobiliário reage positivamente no Rio de Janeiro e no Maranhão

A Baixada Fluminense, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, disparou no setor imobiliário em comparação com o primeiro semestre de 2017. O levantamento Cenário do Mercado Imobiliário da Baixada Fluminense 2017, realizado pelo Secovi nos municípios da região da Baixada (Belford Roxo, Duque de Caxias, Nilópolis e Nova Iguaçu), mostrou que apartamentos na Baixada Fluminense aumentaram os valores do metro quadrado em 10%, enquanto na cidade do Rio de Janeiro o valor caiu em 6%.

Em relação às casas, a Baixada Fluminense também se destaca: um crescimento de mais de por 10% por metro quadrado, contra a queda de 5% no Rio de Janeiro. Especialistas apontam que, na Baixada Fluminense, a maior demanda é para casas em condomínio fechado, nicho que carece de opções por parte de imobiliárias e construtoras. Ainda assim, a Baixada Fluminense tem sido a principal opção para quem deseja alcançar o sonho da casa própria na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Crescimento no Maranhão

Imperatriz é a segunda maior cidade do Maranhão. A cidade que se localiza na margem direita do rio Tocantins tem ganhado a atenção do setor imobiliário maranhense. De maneira súbita, a cidade tem evoluído com instalação de empreendimentos e residências, numa previsão otimista de que o nicho de mercado está favorável para o investimento imobiliário a partir do crescimento ainda tímido de janeiro a julho de 2017.

De olho nas oportunidades, o Grupo Canopus, presente no Ceará e no Maranhão, lançou a faixa 1,5 do programa Minha Casa, Minha Vida em alguns de seus empreendimentos em Imperatriz. A modalidade 1,5 tem juros mais baixos e maior subsídio do governo federal, podendo atender a famílias que desejem investir na casa própria tendo em mãos uma renda mais limitada. O subsídio pode chegar até R$ 31 mil reais com juros de 4,5% ao ano e renda a partir de R$ 1.300,00.

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo