MUDANÇA EM RIO BRANCO

Rio Branco, capital do estado do Acre, não é o principal destino procurado por turistas no Brasil. Mesmo pouco conhecida, o local tem suas atrações. A cidade cresceu muito nos últimos anos devido a investimentos do governo e de instituições privadas. Foram realizadas regenerações em patrimônios históricos e muito foi investido no lazer e cultura da cidade.

Com o êxodo de famílias nordestinas à região Norte do Brasil no século XIX, a principal fonte econômica do Acre foi a extração da borracha. Hoje, a borracha deu lugar ao comércio madeireiro, sendo o principal produto de exportação do estado. Clima, solo e pluviosidade colaboram também à relevância na produção de castanha-do-pará, açaí, mandioca e cana-de-açúcar. Rio Branco se destaca no Produto Interno Bruto (PIB) do Acre atuando nos nichos alimentício, madeireiro, têxtil e mobiliário.

Por estar situado na região amazônica, o clima de Rio Branco é equatorial, caracterizado por ser quente e chuvoso. A humidade da mata é ressaltada com o rio Acre e os igarapés São Francisco e Judia que cortam a cidade. Com isso, na maior parte do ano, principalmente entre novembro e abril, as precipitações chuvosas são frequentes, mas ainda com temperaturas altas, com máximas medianas de 38 graus. Nos outros meses, entre maio e outubro, a temperatura local mínima cai de 16 graus para uma média de 12 graus.

A gastronomia local é conhecida por trazer ingredientes fortes e característicos do Brasil. Os pratos incorporam derivados da mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim), frutos típicos da região Norte como o cupuaçu, e peixes de água doce, como tucunaré, pirarucu e tambaqui. Mas nem só de Brasil a culinária do Acre se sobressai. Por estar na divisa brasileira com o Peru e com a Bolívia, o estado é uma das entradas fortemente latinas nas terras tupiniquins.

Custo de vida, cultura, história e belezas naturais são os principais motivos para fazer turistas se encantarem pela cidade. Com o salto econômico das últimas décadas, Rio Branco tem diversificado sua economia para além do extrativismo vegetal, despontando como uma das 100 cidades brasileiras preferidas para viver em pesquisa divulgada pela Revista Exame em 2017.

Alguns dados relevantes para sua mudança

DDD: 068

População: 402 057 habitantes (IBGE/2016)

Fuso horário: UTC-5

Principal aeroporto: Aeroporto Internacional do Rio Branco (km 18, BR-364)

Receita Federal: Rua Marechal Deodoro, 340, CEP 69900-903. Telefone: (68) 3213-4200

Polícia Federal: Portal da Amazônia, CEP 69914-220. Telefone: (68) 3212-1200

 

Prepare sua mudança internacional ou nacional para Rio Branco! More em uma cidade que é palco dos maiores acontecimentos históricos do Brasil, além de estar rodeada pela maior floresta tropical do mundo, a Amazônia!

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *